Notícias

Docentes do campus da UFSC em Curitibanos decidem manter mobilização

APUFSC

Os professores da UFSC em Curitibanos, que estão mobilizados por melhores condições de trabalho, realizaram uma nova reunião na segunda-feira (31). Com participação de 42 docentes dos 60 que atuam no campus, decidiram continuar o movimento e, com isso, as aulas continuam suspensas. Foram 27 votos a favor da continuidade e 15 contrários. Uma nova reunião deve acontecer na próxima sexta-feira, quando os professores vão analisar a resposta da Reitoria sobre a pauta de reivindicação da comunidade universitária. A secretária geral da Apufsc, professora Edinice Mei Silva, participou da reunião e garantiu aos docentes o apoio do Sindicato ao movimento. Edinice também aproveitou para convocá-los para a Assembleia Geral Extraordinária que acontece nesta quarta-feira (2), quando os filiados vão deliberar sobre indicativo de greve. A AG será transmitida ao vivo para as sedes da Apufsc de Curitibanos, Araranguá e Joinville e os professores terão direito de voz e voto. Outro ponto levantando pela secretária geral foi sobre a eleição para o Conselho de Representantes (CR). Ela falou sobre a importância da participação de representantes do campus no CR, que é um órgão deliberativo da Apufsc e é constituído por membros eleitos nos departamentos de ensino.

Na resposta sobre a pauta de reivindicação dos professores, a Administração Central da UFSC respondeu cada um dos itens, num documento de sete páginas. Em relação às obras do prédio CBS2, o documento afirma que estão com o cronograma aprovado durante o processo de contratação e é acompanhada pelo Departamento de Fiscalização de Obras/Proplan. Sobre o pedido de disponibilização de novos docentes e técnicos administrativos, a Reitoria informa que a UFSC não dispõe de autonomia para criar vagas, mas que vem pleiteando novas vagas junto ao Ministério da Educação (MEC).

Outro ponto da pauta, a resolução para atividades práticas profissionais, com espaço físico, o documento da Universidade afirma que para atender a demanda das aulas práticas das disciplinas de Anestesiologia Veterinária, Técnicas Cirúrgicas Veterinárias, foi disponibilizado a ida de estudantes para o Laboratório Toce, do Centro de Ciências da Saúde, no campus de Florianópolis. “Entretanto seu uso não foi efetivado, pois os docentes julgaram que não havia estrutura (equipamento e material de consumo) suficiente e adequada no local”, responde a Reitoria.

Com relação ao pedido de construção do hospital veterinário, a UFSC afirma que o projeto executivo encontra-se em execução por parte da empresa vencedora de processo licitatório. Já sobre a reivindicação de melhorias nas condições de trabalho, para a Reitoria o Termo de Cessão do uso do prédio do Centro de Educação Profissional (Cedup), que pertence ao Governo do Estado, disponibilizou um série de espaço para uso exclusivo da Universidade.

O documento, que é assinado pelo chefe de gabinete, Carlos Antônio Vieira, relata sobre a providência de outros pontos da pauta.

* Acesse ao lado o PDF com a resposta da Reitoria na íntegra.

Manchete

Reitoria responde pauta da categoria. Documento será analisado na próxima reunião, quando será feita nova avaliação do movimento


Postado

2.setembro | 2015


Download

PDF


Imprimir


Compartilhar


Comentário

Captcha

Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 3027.7992 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb