Notícias

Campanha salarial: servidores reforçam unidade

APUFSC

O seminário que reuniu entre sexta-feira, 14, e domingo, 16, representantes do fórum em defesa dos servidores e serviços públicos levantou temas que vão estar no centro da campanha salarial unificada no próximo ano. O debate que reuniu mais de 300 participantes contou com a realização de grupos de trabalho que sintetizaram pontos de destaque e de consenso da campanha e levantaram ações que devem ser desenvolvidas em assuntos de interesse da categoria como salário, condições de trabalho, direitos de aposentadoria, negociações e lutas gerais como, por exemplo, a luta por uma constituinte soberana com participação popular sobre reforma política. Todas as propostas vão ser discutidas pelas entidades que compõem o fórum com suas respectivas bases.

A Condsef, que reúne 80% do total de servidores do Executivo em sua base, vai pautar a discussão em sua próxima plenária nacional que está agendada para os dias 22 e 23 desse mês. Em janeiro o fórum volta a se reunir para eleger propostas consensuais que farão parte da luta dos federais ao longo de 2015. Continuam como consenso bandeiras de luta que defendem política salarial com correção de distorções e reposição de perdas inflacionárias; a busca por uma data-base para a categoria; o direito à negociação coletiva; a paridade entre ativos, aposentados e pensionistas; a retirada de projetos do congresso nacional que atacam os direitos dos servidores; a aprovação imediata de projetos de interesse da categoria; além da isonomia em benefícios como auxílio-alimentação e plano de saúde.

Ações e calendário para 2015 – No seminário foram levantadas algumas ações que serão debatidas com servidores em todo o Brasil. Entre essas ações estão a mobilização constante em Brasília, a reprodução nos estados de seminários que discutam a situação dos servidores e serviços públicos, a criação de uma comissão para buscar junto à presidenta Dilma Rousseff respostas sobre a pauta de reivindicações que lhe foi entregue no período da campanha eleitoral em evento em São Paulo (Veja aqui notícia referente ao fato). Além disso, o fórum dos federais deve realizar agenda temática para discussão de tópicos envolvendo temas como o Estado e as políticas públicas, a democratização dos meios de comunicação, reformas políticas, administrativas e trabalhistas e organização sindical com levantamento de histórico, conquistas e perspectivas para o futuro.

Num primeiro momento há a intenção de garantir a construção de uma pauta emergencial e batalhar espaços oficiais de diálogo entre entidades junto à equipe de transição do governo. Dessa forma buscando avanços em diálogos que já estavam sendo travados ao longo dos últimos quatro anos e preparando o terreno para os desafios que seguem na ordem do dia para os trabalhadores do setor público. Nesse sentido foram apontadas sugestões para organizar um calendário de atividades já para o primeiro bimestre de 2015 que deve ser submetido à avaliação dos servidores em assembleias que devem ser pautadas pelas entidades que compõem o fórum.

O fórum ainda aprovou moção de repúdio à demissão de trabalhadores do IBGE que exerceram direito legítimo de greve e foram penalizados injustamente. A categoria também vai incluir na pauta dos federais a luta pela imediata readmissão desses servidores. Continue acompanhando. Mais informações sobre a luta unificada dos federais vão continuar sendo divulgadas aqui em nossa página.

Fonte: Fasubra

Manchete

Seminário define mobilização permanente para avançar na agenda de reivindicações dos federais


Postado

18.novembro | 2014


Tags

Campanha salarial; servidor público


Imprimir


Compartilhar


Comentário

Captcha

Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 3027.7992 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb