Notícias

Hospital Universitário está com 90 leitos fechados

APUFSC

“O grande problema do HU, talvez o maior deles, é a falta de pessoal”, afirma o professor Carlos Alberto Justo da Silva, diretor do Hospital Universitário da UFSC. A situação é decorrente de uma história antiga, desde quando o hospital – para atender as demandas da população e as necessidades de ensino e pesquisa – foi fazendo uma expansão sem que o governo alocasse adequadamente as vagas a serem preenchidas. “Na época, os contratos provisórios eram feitos junto à Fapeu para viabilizar a quantidade de funcionários necessária”, explica o diretor.

Durante o governo de Lula, houve uma tentativa de recompor esses cargos que estavam nas Fundações. No mesmo período, o Tribunal de Contas da União julgou ilegal a prática e proibiu que novos contratos fossem feitos dessa maneira. “Com isso, o hospital chega a 155 contratados por Fundações, que é o quanto ele tem hoje. Por um lado, o poder começou a tentar repor os quantitativos existentes. E por outro lado, o tribunal de contas proíbe que tenham outras contratações”, completa o professor Carlos Alberto.

Inaugurado em 1980, o Hospital Universitário tem hoje grande parte de trabalhadores entrando em processo de aposentadoria. “Por não poder mais ir à fundação para repor aqueles cargos de quem ia se aposentando, e a reposição feita inicialmente pelo governo federal estar aquém da necessidade, isso desencadeia agora uma crise importante de falta de pessoal”, acrescenta o diretor. Assim, a reação do HU para manter o equilíbrio de funcionamento foi iniciar a desativação de leitos. Um exemplo é a enfermaria da clínica cirúrgica, que foi fechada há mais de 20 anos e não pode mais ser reaberta.

O diretor Carlos Alberto explica que houve uma autorização junto à UFSC para a realização de um novo concurso nos próximos meses, onde poderá ser possível repor pelo menos os cargos dos funcionários aposentados nos últimos dois anos: “Mas com uma dificuldade. O número de vagas disponíveis não cobre as necessidades do hospital porque nunca tivemos essas vagas efetivas. Essas vagas estavam nas fundações.”

Para a abertura de vagas efetivas, o posicionamento do governo hoje recai sobre duas possibilidades: o convênio das universidades com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) – que pode fazer as contratações via CLT – ou a responsabilidade das próprias instituições de ensino, que realocariam seus servidores de acordo com as necessidades apresentadas.

Quando o Ministério da Educação criou, em 2010, o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), o Hospital Universitário da UFSC encaminhou uma necessidade de aproximadamente 300 vagas. Para cobrir os contratos via Fapeu, 155. E em torno de 160 funcionários para retomar a capacidade instalada. O governo respondeu que esse quantitativo deveria ser retomado através do contrato com a EBSERH ou administrado pelas vagas já existentes dentro na UFSC.

Enquanto uma decisão não é tomada, o HU tenta manter seu funcionamento utilizando horas extras de funcionários. “Se o hospital tiver que desativar mais leitos, aí entra em colapso”, afirma o diretor Carlos Alberto.

Comissão debate realidade do HU*

O Conselho Universitário (CUn) da UFSC instituiu em agosto uma comissão para debater a realidade do Hospital Universitário. Entre os tópicos a serem abordados estão um diagnóstico do HU, o histórico e a estrutura da EBSERH, além da análise de contratos de adesão e posicionamentos favoráveis e contrários à empresa. Os trabalhos da comissão, presidida pela vice-reitora Lúcia Helena Martins Pacheco, seguem até o final do mês de outubro, com reuniões semanais.

*Com informações de matéria escrita por Bruna Bertoldi Gonçalves e publicada no Blog da Gestão UFSC.


Concurso abre novas vagas para amenizar situação do HU

Publicado no Diário Oficial da União no dia 1º de outubro, concurso disponibiliza 193 vagas para novos servidores técnico-administrativos da UFSC. Essas vagas suprirão a demanda de pessoal no Hospital Universitário, em outros departamentos do campus de Florianópolis e também dos campi de Blumenau, Curitibanos, Joinville e Araranguá. Os aprovados serão chamados ainda neste ano para ocupar o cargo.

Para o HU, estão abertas 91 vagas. É a maior demanda a ser atendida pelo concurso, que irá aumentar o número de profissionais das áreas médica, de enfermagem e administrativa do Hospital.

Interessados podem inscrever-se até às 20h do dia 21 de outubro, pelo site www.segesp.ufsc.br/concursos (com informações da Agecom)

Manchete

Falta de vagas efetivas para repor o quantitativo de funcionários faz com que o HU desative quartos e clínicas


Postado

14.outubro | 2013


Tags

HU, UFSC


Imprimir


Compartilhar


Comentário

Captcha

Filiar-se

Newsletter

(48) 99944.0103 (WhatsApp)
(48) 3234.2844 e 3234.5216 (Max & Flora)
(48) 3721.9425 e 3234.3187 (Campus Trindade)
(47) 3027.7992 (Joinville)
(49) 3241.4181 (Curitibanos)
(48) 3524.0228 (Araranguá)

© APUFSC Sindical

Designed & Created by: Hupx Tecnologia Powered by: Dynamicweb